Seleção conta com exigência de formação específica e experiência no magistério, com inicial de R$ 4,2 mil.

Agora é oficial. A Secretaria Estadual de Educação de São Paulo(SEE/SP) confirmou que o edital do seu novo concurso público para o preenchimento de 372 vagas para o cargo de supervisor de ensino será publicado no próximo dia 22 de novembro. Além disso, ainda de acordo com informações da assessoria de imprensa do órgão, a aplicação das provas objetivas está marcada para o dia 24 de março de 2019.

O nome da banca organizadora ainda deve ser confirmado pela pasta, o que deve ocorrer a qualquer momento.

Com isto, os interessados já podem intensificar os estudos, com base na resolução SE 50, publicada em 7 de agosto, que dispõe sobre o perfil, competências e capacidades técnicas, bem como a bibliografia e legislação que serão cobradas no certame.

O concurso vem sendo aguardado desde 20 de março, quando autorizado  pelo ex-governador Geraldo Alckmin.

A comissão do certame é presidida pela servidora Maria Stella Perin e conta, ainda, com Patricia da Silva Gomes e Maria Silva Sanchez Bortolozzo representando a coordenadoria de gestão de recursos humanos; Selma Denise Gaspar, representando a coordenadoria geral de educação básica;  Cristina de Cássia Mabelini da Silva, como suplente, da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Professores; Vivian Dibbi Gimenes, da assessoria técnica de planejamento; Aparecida Manharelo Gimenez, do grupo de legislação educacional.

Para concorrer será necessário possuir licenciatura plena em pedagogia ou pós-graduação na área de educação e experiência mínima de oito anos de exercício no magistério, dos quais três devem ser em gestão educacional. A remuneração básica da categoria é de  R$ 4.350,59, considerando o valor básico de R$ 3.356,59 e a gratificação de R$ 994, já considerando o reajuste de 7% concedida pela lei complementar 1.317, sancionada em 22 de março.

O novo concurso para supervisor de ensino vem sido planejado desde 2014, quando o então governador Geraldo Alckmin chegou a anunciar que estava autorizando a contratação de 146 novos servidores. Porém, a autorização não chegou a ser oficialmente publicada, o que ocorreu somente em fevereiro deste ano. Na ocasião, chegou a ser até mesmo anunciada qual seria a banca organizadora, com a indicação da Fundação Vunesp, por dispensa de licitação. Ainda deverá ser definido se este procedimento deverá ser mantido.

De acordo com o último levantamento funcional, divulgado em 28 de abril deste ano, com base até 30 de dezembro de 2017, o quadro de servidores da carreira conta com uma defasagem de 461 profissionais, o que reforça a possibilidade de mais nomeações durante o prazo de validade do concurso, além das vagas autorizadas pelo governador.

Último Concurso

Vale lembrar que o último concurso para o cargo ocorreu há exatos dez anos, em 2008. A organizadora, na ocasião, foi o Instituto Cetro e a seleção contou com provas de conhecimentos sobre a formação básica e específica do supervisor, com duas partes. A primeira teve uma avaliação objetiva, com 80 questões, e a segunda, uma prova dissertativa, com quatro. Para a classificação final também foram considerados títulos.

Fonte: JC Concursos