Concurso da SME SP (Secretaria Municipal de Educação) de São Paulo para 1.109 vagas de auxiliar técnico de educação será organizado pela Vunesp. Exigência de ensino médio e inicial de R$ 1,4 mil.

Agora é oficial. Conforme antecipado com exclusividade pelo Jornal dos Concursos, o concurso público 2019 da SME SP (Secretaria Municipal de Educação de São Paulo) para o cargo de auxiliar técnico de educação já conta com banca organizadora definida. A confirmação ocorreu neste sábado, 4 de maio, por meio de publicação em diário oficial. A escolhida é a Fundação Vunesp.   Em reunião realizada 9 de abril, com o Sindicato dos Especialistas de Educação do Ensino Público Municipal de São Paulo (Sinesp), responsáveis pela Coordenadoria de Gestão de Pessoas (Cogep) da SME SP já haviam confirmado que o processo de escolha da banca estava sendo finalizado e que, uma vez concluído, a liberação do edital ocorreria logo em seguida. Desta forma, com a escolha da banca, o concurso já pode finalmente ter início ainda em maio ou, no mais tardar, até junho.

No caso de auxiliar técnico de educação, o edital é aguardado desde 22 de setembro, quando autorizado pelo prefeito Bruno Covas. Ao todo serão oferecidas nada menos do que 1.109 vagas para ingresso. Para concorrer é necessário possuir apenas ensino médio, com remuneração inicial de R$ 1.444,17, com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Como se inscrever no concurso da SME SP para auxiliar técnico de educação

Assim que iniciadas, as inscrições do concurso da SME SP para auxiliar técnico de educação poderão ser feitas somente pela internet, na página eletrônica da Fundação Vunesp, que é www.vunesp.com.br. O documento que confirma a escolha da banca também antecipa o valor que será cobrado como taxa de inscrição, estipulada em R$ 41,80.

O que faz um auxiliar de educação da SME SP

Quem ingressar na carreira de auxiliar de educação da SME SP pode atuar em duas áreas: inspeção escolar ou serviços de secretaria.

No caso da especialidade de inspeção escolar, o auxiliar deve dar atendimento e acompanhamento aos alunos nos horários de entrada, saída, recreio e em outros períodos em que não houver a assistência do professor; comunicar à direção da escola eventuais enfermidades ou acidentes ocorridos com os alunos, bem como outras ocorrências graves; participar de programas e projetos definidos no projeto político-pedagógico da unidade educacional que visem à prevenção de acidentes e de uso indevido de substâncias nocivas à saúde dos alunos; entre outras atividades.

Já o auxiliar de serviços de secretaria tem a função de receber, classificar, arquivar, instruir e encaminhar documentos ou expedientes de funcionários e de alunos da escola, garantindo sua atualização; controlar e registrar dados relativos à vida funcional dos servidores da escola e à vida escolar dos alunos; digitar documentos, expedientes e processos, inclusive os de natureza didático-pedagógica; entre outras atividades.

Fonte: JC Concursos