O concurso SPPrev (São Paulo Previdência) conta com oportunidades para os cargos de técnico e analista, de níveis médio e superior. Até R$ 6 mil.

Foi publicado, nesta sexta-feira, 25 de outubro, o edital de abertura de inscrições do aguardado concurso SPPrev (São Paulo Previdência). A oferta, como já havia sido anunciado, é de 91 vagas, sendo 77  de técnico em gestão previdenciária, que pede apenas ensino médio para concorrer, e 14 para a carreira de analista em gestão previdenciária, que pede nível superior em qualquer área. As inscrições serão recebidas a partir da próxima segunda-feira, dia 28 de outubro, com atendimento até 13 de novembro

A remuneração inicial do técnico é de R$ 2.146,37, em caso de 50% do Prêmio de Incentivo à Qualidade Previdenciária (PIQPrev) e R$ 2.567,76, em caso de 100% do benefício.

No caso dos analistas, o inicial é de R$ 5.384,42 para 50% do PIQPrev e R$ 6.086,74 para 100%.

Concurso SPPrev: melhorias salariais

Além disso, as duas carreiras que serão oferecidas no concurso SPPrev 2019 contam com mais dois níveis funcionais, melhorando as remunerações no decorrer do exercício. No caso de técnico,  no nível II, a remuneração muda para R$ 2.751,33 em caso de 50% do PIQPrev e R$ 3.172,72 para 100%. No nível III, R$ 3.481,53 para 50% e R$ 3.902,92 para 100%.

Para os analistas, no nível II, R$ 7.026,44 para 50% do PIQPrev e R$ 7.728,76 para 100%  e, no nível III, R$ 9.008,42 para 50% e R$ 9.710,744 para 100%.

Concurso SPPrev – saiba como se inscrever

As inscrições do concurso SPPrev poderão ser feitas somente pela internet, na página eletrônica da banca organizadora, a Fundação Carlos Chagas, que é www.concursosfcc.com.br

As taxas serão de R$ 33 para os técnicos e R$ 54 para analistas. Quem deixar a inscrição para o último dia deve ficar atento ao horário, uma vez que o preenchimento da ficha de inscrição será permitido até às 14 horas.

Concurso SPPrev – Saiba como serão as provas

A aplicação das provas do concurso SPPrev está marcada para ocorrer no dia 15 de dezembro, no período da manhã, com duração de quatro horas.

No caso de técnico em gestão previdenciária serão 50 questões, sendo 20 de conhecimentos gerais e 30 de conhecimentos específicos, respectivamente, com pesos 1 e 2. Em conhecimentos gerais serão 10 de língua portuguesa, 5 de matemática e raciocínio lógico e 5 de noções de informática. Em conhecimentos específicos serão 6 de noções de direito constitucional, 9 de  noções de direito administrativo, 9 de legislação e 6 de noções de atendimento

Para os analistas serão 20 gerais, com peso um, e 30 específicas, com peso 3. Em gerais serão 15 de língua portuguesa  e 5 de tecnologia da informação. Em conhecimentos específicos, 5 de direito constitucional, 6 de direito administrativo, 8 de direito previdenciário, 5 de legislação, 3 de gestão orçamentária e financeira e 3 de recursos humanos.

As contratações serão feita de acordo com o regime da consolidação das leis do trabalho (CLT).

Fonte: JC Concursos