Oportunidades para o novo concurso IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) são para os cargos de coordenador e agente.

O novo concurso IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) já conta com inscrições abertas para o preenchimento de 2.658 vagas em seu quadro de pessoal, para preenchimento em caráter temporário. Do total de oportunidades, 1.343 são para o cargo de coordenador censitário subárea  e 1.315 para agente censitário operacional.  Embora a minuta do edital indicasse a exigência de ensino médio para concorrer, o documento já sofreu uma retificação, alterando para nível superior a escolaridade necessária para o coordenador. Nesse caso, os interessados também devem possuir carteira de habilitação a partir da categoria “B”. As remunerações iniciais são de R$ 1.700 para agente censitário e R$ 3.100 para coordenador. O prazo de inscrições vai até 15 de outubro.

Saiba como estudar para o concurso do IBGE

O prazo de validade dos contratos será de 12 meses, com possibilidade de prorrogação, de acordo com as necessidades, em decorrência da necessidade de pessoal para realização do Censo Demográfico 2020.

Concurso IBGE temporários : saiba como se inscrever 

As inscrições do novo concurso IBGE poderão ser feitas somente pela internet, na página eletrônica da organizadora, a Fundação Getúlio Vargas (FGV), pelo link https://www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/ibgepss2019. As taxas serão de R$ 42,50 para agente e R$ 58 para coordenador.

Quem deixar a inscrição para o último dia deve ficar atento ao horário, uma vez que o acesso poderá ser feito somente até às 14 horas.

A distribuição das vagas por municípios e estados para cada cargo pode ser consultada no próprio edital, disponível nos anexos dessa matéria.

Preparatório para concurso IBGE

Concurso IBGE temporários – Saiba como serão as provas    

concurso IBGE temporários conta com aplicação das provas objetivas marcadas para ocorrer em 8 de dezembro

No caso de agente, a prova contará com 60 questões, sendo 15 de língua portuguesa, 10 de raciocínio lógico quantitativo, 5 de ética no serviço público, 15 de noções de administração e 15 de noções de informática.

Para coordenador também serão 60, sendo 15 de língua portuguesa, 10 de raciocíno lógico quantitativo, 5 de ética no serviço público e 30 de noções de administração e situações gerenciais.

Fonte: JC Concursos